Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Morbi eu nulla vehicula, sagittis tortor id, fermentum nunc. Donec gravida mi a condimentum rutrum. Praesent aliquet pellentesque nisi.

A Adega

Os primeiros vinhos do Monte da Bica datam claramente de uma data anterior a 2016, muito embora esta seja a data que assinala o início do projecto actual. Pela mão do produtor Alberto Pinto Gouveia e com a grande participação de André Herrera e João Oliveira, os vinhos do Monte da Bica prometem redescobrir o Alentejo dando-lhe um novo perfil e uma nova abordagem no que ao conceito diz respeito.

a  Clique aqui se quiser saber mais sobre os nossos vinhos.

História

Conheça a história.

Aquisição do Monte

1919

Alberto Pinto Gouveia, avô de Alberto Pinto Gouveia (actual proprietário), adquiriu a propriedade a Simão da Veiga Jr. 100 Anos depois está uma propriedade totalmente diferente da que seria á data. O espírito trabalhador e empreendedor tem avassalado esta família e isso faz-se notar.

a
Criação da Adega

1980

Embora o edifício da adega já fosse utilizado para o propósito dos vinhos, em 1980, Alberto Pinto Gouveia fez as primeiras remodelações para este edifício poder ser realmente chamado de adega. Em 2016, data do início do novo projecto de. vinhos, foram então feitas as ultimas obras interiores que a deixaram tal como está hoje.

Plantação das 1ªs vinhas

2002

A história da vinha no Monte da Bica tem 3 tempos.A 1ª plantação não resistiu á Filoxera e a 2ª não resistiu à ocupação comunista. Em 2002 deu-se início ás novas plantações através do actual proprietário Alberto Pinto Gouveia.

a

Actualmente existem aproximadamente 6 hectares de vinha e existe intenção de chegar aos 10ha.

Produção dos 1ºs vinhos

2016

Os primeiros vinhos do Monte da Bica datam claramente de uma data anterior a 2016, muito embora esta seja a data que assinala o início do projecto actual.

a

Pela mão do produtor Alberto Pinto Gouveia e com a grande participação de André Herrera e João Oliveira, os vinhos do Monte da Bica prometem redescobrir o Alentejo dando-lhe um novo perfil e uma nova abordagem.

Os nossos vinhos

netas-web
2016

As Netas chegaram primeiro (oaked)

Dar rumo a uma primeira colheita selectiva de pequenos cachos de uvas netas de maturação avançada, com o protocolo de um Pinot Noir na cabeça e com a frescura como descoberta.

Castas
: 80% Castelão e 20% Syrah

Acidez, e tanino, são a perseguição através de uma fermentação de uvas jovens com o seu engaço. Numa abordagem muito borgonhesa, a elegancia de um Pinot que não o é, reinterpretado através das netas de Castelão e Syrah. Todo este conceito envolto numa subtil barrica usada completam o nosso projecto de netas madeirizado.

Enologia: André Herrera

2016

As Netas chegaram primeiro (unoaked)

Dar rumo a uma primeira colheita selectiva de pequenos cachos de uvas netas de maturação avançada, com o protocolo de um Pinot Noir na cabeça e com a frescura como descoberta.

Castas
: 80% Castelão e 20% Syrah

Acidez, e tanino, são a perseguição através de uma fermentação de uvas jovens com o seu engaço. Numa abordagem muito borgonhesa, a elegancia de um Pinot que não o é, reinterpretado através das netas de Castelão e Syrah. Todo este conceito envolto numa subtil barrica usada completam o nosso projecto de netas madeirizado.

Enologia: André Herrera

netsa-unoaked
castelao2
2016

Afinal não arrancamos o Castelão

Aquilo que se previa ser o canto do cisne para este mal amado talhao do Monte da Bica. O Castelão iria dar os seus ultimos frutos antes de ser rendido por uma casta mais em voga neste Alentejo de grandes contrastes. A natureza respondeu, não com potencia, mas com uma elegância sublime que trocou os nossos planos.

Castas: 100% Castelão

Castelão, sinónimo de dor de cabeça para muitos e de vinho menor para outros, descobre-se neste caso como um revisitar da fonte de elegancia e osso dos grandes Alentejos de outrora. Fora das regras do estético, transporta-nos para um passado distante com uma seriedade de grande delicadeza.

Enologia: André Herrera

2016

Monte da Bica – Tinto

Primeiro acto e contacto com novo conceito de blend no Alentejo, separadamente, todas as castas têm a possibilidade de se expressar de forma individual, sendo no lote, que o conjunto se eleva.

Castas: Syrah 60%, Touriga Nacional 30% e Castelão 10%

Elegante maturação, sempre com um fundo resinoso e especiado que elevam este blend de médio corpo a um nível muito elegante. A fruta negra fresca está presente durante toda a prova que se extende envolta em notas de cacau negro e caruma num perfil armonioso e inusual.

Enologia: André Herrera

montebica-tinto-web
rose-web
2017

Monte da Bica – Rosé

Concentrar parcialmente toda a nossa entrada de uva respeitando a acidez natural bem vincada, um rosé para a mesa, com um carácter evolutivo e gastronómico.

Castas: Castelão, Touriga Nacional, Syrah, Merlot e Cabernet Sauvignon

Tendo por base a sangria de toda a nossa vindima, foi no estágio que fomos encontrar o ponto diferenciador para um rosé de mesa. Gastronómico e evolutivo, afasta-se da típica parafernália frutal para dar lugar à estrutura e tensão de um rosé estagiado sobre borras.

Enologia: André Herrera

Visite a nossa loja online e
conheça todos os nossos produtos.